Acerca de

stemma-papa-francesco.png

Ao Reverendíssimo Dom Jos Wouters,

Abade Geral dos Cônegos Regulares Premonstratenses.

          Recebi a boa notícia do anúncio do Jubileu para celebrar o 900º aniversário da fundação da Abadia de Premontre por São Norberto, a primeira comunidade da qual se originou a Ordem dos Cônegos Regulares Premonstratenses.

      São Norberto é justamente considerado um dos arquitetos mais zelosos da reforma gregoriana. Nascido por volta de 1075, tornou-se cônego no capítulo de Xanten após seus estudos eclesiásticos. Por meio do então bispo de Colônia, Dom Frederico, ele foi apresentado à corte do imperador Henrique V. Assim, Norberto se envolveu desde o início nos eventos que marcaram o início do século XII. Enquanto o imperador e os senhores do reino reivindicaram o direito de intervir pessoalmente na nomeação de bispos e abades favorecendo as pessoas de quem gostassem, uma nova sensibilidade às exigências do Evangelho e da missão própria do clero cresceu dentro da Igreja. Não foram poucos os homens e mulheres, inspirados por Deus, que começaram a questionar o apego dos ministros da Igreja aos interesses meramente mundanos. São Norberto foi um deles.

          Quando, em 1115, no auge da polêmica de investidura, teve que escolher uma posição entre o Papa e o Imperador, ele seguiu o Bispo, Dom Frederico de Colônia e iniciou uma jornada espiritual que o conduziria a uma conversão autêntica após um longo processo de discernimento. Norberto desistiu de sua vida na corte e decidiu viver “Solo Christo Duce”, adotando um estilo de vida inspirado nos Apóstolos. Ordenado diácono e sacerdote no mesmo dia, abandonou o traje requintado de cortesão e vestiu o hábito de penitente. Em primeiro lugar, ele tentou convencer os seus irmãos no capítulo de Xanten a abraçar uma nova forma de vida, mais próxima das exigências do Evangelho, mas em vão. Portanto, Norberto decidiu consultar vários conselheiros espirituais: o abade beneditino Cono de Siegburg e o eremita Ludolph. Em Rolduc, ele conheceu uma comunidade de cônegos regulares reformados que baseavam sua vida na Regra de Santo Agostinho. Assim, ele também começou a pregar a penitência e a conversão e a levar uma vida de oração e mortificação; e - não era uma prática comum naquela época - ele freqüentemente, se não diariamente, celebrava a Eucaristia.

        As comunidades da vossa Ordem aceitaram esta herança e, durante nove séculos, cumpriram a sua missão no espírito da Regra de Santo Agostinho, na fidelidade à meditação e à pregação do Evangelho, valendo-se do Mistério Eucarístico, fonte e ápice da vida da Igreja.

              Esse modo de vida era o motivo pelo qual São Norberto era cada vez mais criticado: ele vivia como um eremita asceta, mas ainda recebia a renda a que tinha direito como cônego; ele pregou, mas com que mandato? Induzido por essas pressões, São Norberto optou por uma vida itinerante. Inspirado pela missão dos Apóstolos de Jesus, partiu e chegou a Saint Gilles, na Provença. Caminhava a pé, com uma só peça de roupa, manto e bastão, levando sempre consigo o que fosse necessário para a celebração da Eucaristia, acompanhado por dois companheiros peregrinos. Em Saint Gilles, ele conheceu o Papa Gelásio II, que o autorizou a ser um pregador apostólico. Hoje, mais do que nunca, querido Irmão, o anúncio da Boa Nova é necessário e exige da parte de todos, especialmente dos sacerdotes, um compromisso generoso e, mais ainda, uma forte coerência entre a mensagem proclamada e a vida pessoal e comum.

          Desde a sua conversão e ao longo da sua vida, São Norberto foi um servidor fiel do Evangelho e um filho amoroso da Igreja, obediente ao Papa. Para receber a confirmação de sua condição de pregador e encontrar o novo Papa, - Calisto II, eleito em 1119, ele retornou ao norte da França, onde conheceu seu amigo de infância, o Bispo Burchard de Cambrai, que ficou maravilhado com a mudança em seu estilo de vida. Nessas circunstâncias, São Norberto conheceu Hugo de Fosses, capelão do bispo de Cambrai. Também Hugo procurava uma vida mais aderente ao Evangelho e reconheceu nesse encontro um dom da Providência. Com a permissão de seu bispo, Hugo tornou-se companheiro de São Norberto e o seguiu. Mais tarde, ele se tornaria o primeiro abade de Premontré.

            As biografias de São Norberto contam como ele curou os enfermos ao longo do caminho, expulsou os espíritos malignos e conseguiu aplacar as antigas rixas entre famílias nobres. Essas reconciliações trouxeram paz às regiões onde a população sofreu muito com as contínuas guerras locais. Por isso, São Norberto é considerado um apóstolo da paz. Ele fez a obra de Deus, agindo em nome da caridade de Cristo. Os antigos autores insistem que Norberto sempre se reuniu em oração antes de partir para mediar e promover reconciliações e restaurar a paz e que ele sempre foi fiel em celebrar a Eucaristia para encontrar o Senhor cuja obra ele desejava realizar.

          A caminho de Reims para ser recebido por Calisto II, São Norberto encontrou-se com Dom Bartolomeu, bispo de Laon, que se propôs a recebê-lo em sua diocese. Ele ofereceu-lhe vários lugares possíveis para se estabelecer. Era 1120 e São Norberto escolheu o vale de Premontrè. Aqui ele reuniu um grupo de seguidores com os quais iniciou um intenso diálogo sobre a natureza de sua comunidade nascente. Como muitos deles, como ele, eram cônegos, todos fizeram a profissão canônica segundo a Regra de Santo Agostinho, no dia de Natal de 1121, data que marca a fundação da comunidade de Prémontré. Esta profissão, no contexto do grande movimento canônico gregoriano, foi uma confirmação e um aprofundamento do seu compromisso original. Tal é, querido irmão, também o sentido da sua profissão, que estabelece um forte vínculo entre cada um dos membros da comunidade e a sua própria Igreja. E nesta profissão está enraizada a missão de orar por e com toda a Igreja.

          Desde o início, Premontrè exerceu grande fascínio. Muitos homens e mulheres se juntaram à comunidade dos cônegos, que pretendia espelhar a Igreja primitiva - descrita nos Atos dos Apóstolos. O ardente entusiasmo inicial foi estruturado numa vida religiosa austera, da qual a hospitalidade e o cuidado pelos pobres e pelos peregrinos eram parte integrante. Desde o início, os premonstratenses demonstraram grande compromisso com as pessoas de fora da comunidade, acolhendo-as com boa vontade. Assim, novas comunidades que seguiram o estilo de vida de São Norberto nasceram rapidamente. Várias comunidades existentes solicitaram afiliação à Premontrè.

            Queridos filhos e filhas de São Norberto, tende sempre este coração aberto, que também abre as portas da vossa casa, para acolher quem procura um conselheiro espiritual, quem pede ajuda material, quem quer partilhar a tua oração. Que a vossa liturgia seja sempre "canônica", isto é, para louvar a Deus, pelo povo de Deus e com o povo.

           O forte vínculo de São Norberto com a Eucaristia continua sendo uma fonte de inspiração para sua vida apostólica. Em 1124, a pedido do Bispo de Cambrai, dirigiu-se a Antuérpia, onde se deparou com as consequências da "tormenta" anteriormente provocada por Tanchelm e seus seguidores, que negavam a validade dos Sacramentos e especialmente da Eucaristia celebrada por padres que viviam em concubinato. São Norberto refutou essa heresia. Por causa desse episódio, ele foi considerado um apóstolo da Eucaristia durante a reforma católica. Modelo de fé para todos e, em particular, para os sacerdotes, São Norberto sempre se fortaleceu na celebração eucarística, especialmente em situações de crise ou diante de tarefas difíceis.

        Poucos anos após a fundação do Premontre, quando, em 1126, São Norberto tornou-se arcebispo de Magdeburg, o Papa Honório II concedeu-lhe a aprovação de seu propósito de vida, implementado segundo a Regra de Santo Agostinho nas comunidades sob sua liderança. São Norberto nunca mais voltou a Premontre, mas fundou várias outras comunidades de cônegos em sua cidade episcopal, algumas delas empenhadas na evangelização da região. Como arcebispo, manteve-se fiel à sua inspiração evangélica original e apoiou o Papa nos conflitos com o imperador, envidando todos os esforços para estabelecer boas relações entre eles, mantendo o princípio da livre nomeação para cargos eclesiásticos.

            Em 1128, São Norberto renunciou à responsabilidade das comunidades sob sua liderança. Estas se tornaram abadias sob a direção de seu próprio abade. Hugo de Fosses, que então se tornou o primeiro abade da Abadia de Premontre, conseguiu reunir um número crescente de comunidades no âmbito de uma Ordem com seus próprios estatutos e um capítulo geral como autoridade máxima.

          Nove séculos depois, damos graças pelo movimento iniciado por São Norberto, que foi capaz de tirar lições das estruturas existentes e comprovadas de origem monástica, mas claramente manteve a identidade dos membros de sua Ordem como cônegos regulares. Durante este longo período, muitas mulheres também aderiram ao ideal norbertino e ainda hoje se dedicam essencialmente à vida contemplativa. Além disso, muitos leigos, embora permaneçam no mundo, aderem às suas comunidades segundo várias formas de filiação. Por sua vez, várias Congregações de religiosas partilham a vossa espiritualidade e se dedicam ao apostolado, especialmente ao serviço dos mais vulneráveis pela sua condição social, saúde ou idade.

             Assim, ao longo dos séculos, as abadias premonstratenses desenvolveram uma relação intensa com o seu território, porque desde o início muitos cônegos se dedicaram à pastoral paroquial. Consequentemente, as abadias não só atuaram no cuidado e acolhimento dos pobres, mas desenvolveram e mantiveram contatos com pessoas de todas as classes sociais. Assim, a inspiração de São Norberto permaneceu viva e ainda é uma das riquezas da Igreja universal. O vosso Fundador viveu em muitos e diversos ambientes, mas em todas as circunstâncias deixou-se guiar pelo Evangelho: quer como pregador itinerante, superior de comunidade ou bispo, continuou a ouvir Deus e os seus irmãos e soube discernir o caminho a seguir nas várias circunstâncias da vida, sem perder de vista a sua inspiração fundamental.

         Por intercessão de Maria Santíssima, eleita por São Norberto padroeira da Abadia de Premontre e depois proclamada Rainha da Ordem, que os Premonstratenses, agora espalhados pelos cinco continentes, permaneçam constantemente fiéis a uma vida ‘ad instar Apostolorum .’

         Prezado Irmão, como penhor de abundantes graças celestiais, concedo uma especial Bênção Apostólica a Vossa Excelência e a todos os membros da Ordem, aos religiosos e aos leigos filiados às vossas comunidades.

 

Roma, São João de Latrão, 06 de junho de 2021, memorial de São Norberto.

1280px-FirmaPapaFrancisco.svg.png