conversão_de_santo_agostinho.jpg

24 de Abril

 

Conversão de Nosso Pai Santo Agostinho.

Memória - Branco  

 

Agostinho, tendo mudado para Milão, a fim de ensinar retórica, começou a frequentar a Cúria Episcopal e assistir as pregações de Santo Ambrósio. Aconteceu que, pouco a pouco, foi se afastando dos Maniqueus, por cujos erros havia sido seduzido, e se convertendo à leitura dos Livros Sagrados, de modo especial, ?as Cartas de São Paulo, e, desprezando as alegrias do mundo, foi ao encontro da verdadeira salvação.

Chegando então as férias de verão, sem aulas, retirou-se com sua mãe e diversos amigos para uma pequena vila de Cassacíaco. Aí, se entregou com maior assiduidade, durante alguns meses, à leitura da Sagrada Escritura, à meditação e oração. Depois voltou para Milão e, como nos diz a tradição, no dia 24 de Abril do ano de 387, foi batizado por Santo Ambrósio, acompanhado por sua mãe Mônica, que exultava de alegria, pela sua conversão.

 

Oração do dia

 

Ó Deus, que com vossa inefável providência, trouxestes o bem-aventurado Santo Agostinho, das trevas do erro à luz da Verdade do Evangelho, concedei-nos, vos pedimos, que, ao celebramos hoje, sua conversão, por suas preces, consigamos desempenhar nossas tarefas de cada dia, e trabalhar para a vinda de vosso Reino. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém