Thiago Kern.jpg

20 de Outubro

 

Beato Tiago Kern, Presbítero da Nossa Ordem.

Memória – Branco

 

          Franz Alexander Kern nasceu em Viena em 11 de abril de 1897. Do menino que manifestou um forte desejo de se tornar sacerdote. Aos onze anos foi inscrito no Seminário Menor de Hollabrunn. Gostava de passar o seu tempo livre em oração diante do Santíssimo Sacramento. Aos 14 anos, fez um voto de castidade perpétua. Durante a Primeira Guerra Mundial, em 1915, alistou-se como voluntário no exército. Mesmo como um soldado, ele continuou sua adoração diária diante do Santíssimo Sacramento. Em 1 de Janeiro de 1916, na igreja de São. Brás em Salzburgo, ele pediu a Deus sofrer em união com seu Filho, Jesus Cristo. Seu pedido foi concedido: ele foi enviado para o fronte italiano como um tenente e em Setembro de 1916, uma bala perfurou seu pulmão e causou uma ferida da qual nunca iria se recuperar totalmente.

         

Logo entrou para o seminário da arquidiocese de Viena como um convalescente. Neste tempo, teve lugar um acontecimento na República Checa: um grupo de católicos se separaram de Roma e fundaram a Igreja cismática Nacional da República Checa. Isidoro Bogdan Zaradnik, um Premonstratense da Canonia de Strahov, tornou-se líder do cisma e veio a Viena para agitar contra Roma. Franz ficou chocado com tudo isso e decidiu oferecer-se em expiação por Isidoro e ocupar o lugar do cismático na Ordem Premonstratense ingressando na Abadia de Geras

          Em 18 de outubro de 1920, ele recebeu o hábito e o nome religioso" Thiago (Jacob ou James)" em memoria do São Thiago - mártir premonstratense de Gorkum - celebra-se na Ordem no 09 de Julho. Sua piedade, no entanto, nem sempre foi compreendida e apreciada pelos seus confrades. Thiago foi um noviço fiel e feliz e professou seus votos temporários em 1921.

          Através de um indulto dado em vista de sua saúde debilitada, ele foi autorizado a ser ordenado sacerdote já em 23 de julho de 1922. No entanto, em sua primeira missa, ele disse: "Este Domingo de Ramos será seguido pela Sexta-feira Santa". Seus sermões saíam do coração e mudaram os ouvintes. Por causa de sua saúde fraca, o seu ministério sacerdotal foi limitado à abadia e das freguesias vizinhas. Em 1923, algumas de suas costelas teve que ser removido utilizando apenas uma anestesia local, e seu Caminho da Cruz começou. Ele passou alguns meses em Meran para se recuperar, mas depois de voltar à Abadia de Geras sua condição piorou e ele precisava ter muito cuidado.

          Seu último sermão, pregado por ocasião do jubileu do bispo, tinha o título: “Um homem da Igreja, fiel ao bispo”. Eventualmente, ele teve que ser levado novamente para o hospital, onde sofreu muito, porque ele se recusou a tomar analgésicos. Em 20 de outubro, o dia em que ele foi escalado para fazer a sua profissão de votos solenes na Ordem, ele passou por outra cirurgia. Antes da operação , ele disse: “Amanhã vou ver a Mãe de Deus e meu anjo da guarda”. Ele pediu que seu hábito branco fosse preparado e tudo mais organizado para a Santa Comunhão, dizendo: “A última Comunhão deve ser tão especial e solene como a primeira”. O capelão do hospital deu-lhe os últimos sacramentos durante a longa cirurgia e abençoou-o para a etapa final de sua viagem para o Pai Celestial. Thiago Kern morreu em 20 de outubro de 1924, com o toque do sino do Angelus ao meio-dia.

          Nosso bem-aventurado Papa João Paulo II beatificou-lhe em 21 de Junho de 1998 em Heldenplatz (Praça dos Heróis) em Viena. Na homilia o Papa citou um texto atribuído ao nosso Beato: “Hoje o homem precisa de um santo sacerdote. Cada oração, cada sacrifício, cada trabalho, cada enfermidade serão, quando com a reta intenção foram feitas, sementes de Deus que tarde ou cedo darão seus frutos...”   Beato Thiago Kern, rogai por nós!

Oração do dia

Senhor nosso Deus, que deste ao Bem-aventurado Tiago Kern, presbítero, a graça de aderir totalmente a Vós, com o zelo da perfeição e a paciência nas enfermidades, concedei-nos, por sua intercessão, progredir com alegria no caminho do amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade o Espírito Santo. Amém